Institucional

Federação Internacional – Pueri Cantores Federation

Uma longa tradição europeia de corais de meninos cantando a liturgia foi revigorada em forma institucional no princípio do século XX com o motu próprio de São Pio X “Tra Le sollecitudini”, visando renovar a música na igreja.

Em resposta ao chamado do então Papa nasceu em Paris, em 1907, por iniciativa de Monsenhor Fernand Maillet, o coral dos Pequenos Cantores da Cruz de Madeira (Petits Chanteurs de la Croix de Bois). Eles cantaram em muitos países pedindo a paz, naqueles tempos onde o mundo estaria devastado pela primeira guerra mundial. A segunda grande guerra interrompeu sua atividade mas não os destruiu.

Em julho de 1944 o arcebispo de Paris, Monsenhor Suhard, aprovou a fundação de uma organização internacional dos Pueri Cantores (Meninos Cantores) como “um elemento de beleza musical na Igreja, um trabalho de educação cristã e atividade apostólica a serviço da liturgia”. A data oficial de fundação é 11 de novembro de 1944 quando, na igreja parisiense de Santo Eustáquio, o primeiro concerto com 300 meninos cantores dirigidos por Mr. Maillet, aconteceu.O primeiro congresso internacional da Federação foi em Paris, 1947, com 90 coros europeus. Seguiram-se congressos em Roma nos anos de 1949 e 1951. Em 1965 a Santa Sé aprovou os estatutos da Federação e esta passou a ser reconhecida como um movimento eclesial.

Desde então a Federação Internacional está sob a jurisdição do Conselho Pontifício para os leigos. O estatuto foi modificado e reaprovado em 1995 e 2001, permitindo o ingresso de meninas. Atualmente há coros de meninos, de meninas, e coros mistos. A tarefa principal dos coros é de cantar a liturgia, e os valores cristãos são a base da vida e da conduta de seus membros.

Atualmente a Federação está presente em 35 países de todos os continentes, com aproximadamente 40.000 cantores. O Presidente é Monsenhor Robert Tyrale, da Polônia.

 


 

A Federação Nacional

Criada em 1967 pelo Frei Leto Bienias e Pe José Maria Wiesniesvsky. Sediada em Petrópolis/RJ, atualmente possui 12 coros federados, oriundos dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Realiza a cada 3 anos seu congresso nacional e dois congressos regionais entre os nacionais, alternados entre região centro (SP, RJ e MG) e região sul (PR, SC e RS).